segunda-feira, 16 de novembro de 2009

Nostálgica.





















“Eu sou a luz das estrelas
Eu sou a cor do luar

Eu sou as coisas da vida

Eu sou o medo de amar
...

Eu sou o medo do fraco

A força da imaginação
O blefe do jogador

Eu sou, eu fui, eu vou"

(Raul seixas)


Mas o passado que lhe foi mais presente ,passou

O Presente que não existia ,

Agora vive...

Ela so quer saber dele , e esquecer aquilo que já foi.

Ela optou por ser amada

Por fazer exercício

Por brincar , por se sentir bem e principalmente feliz.


Ela é o inicio o fim e o meio de uma bela historia.

A que inventa todos os dias'

3 comentários:

  1. Ai,bela história essa sua história Honny.
    Digo e repito,criei carinho por ti meu bem.
    :*
    ksaopskaso

    ResponderExcluir
  2. Um tanto quanto gay esse meu comentário.ksaospkaso

    ResponderExcluir